Natália morais Gaspar

Banca examinadora

Gian Mário Giuliani
Maria José Teixeira Carneiro
Beatriz Maria Alasia de Heredia

Resumo

As discussões em torno de novos usos e significados atribuídos ao espaço rural têm-se ampliado na última década, especialmente no que se refere à realização de atividades de lazer, muitas vezes associadas a diferentes modalidades de turismo, em áreas antes ocupadas exclusivamente com produção agrícola, assim como à realização de práticas voltadas para a preservação do meio ambiente.

O presente estudo trata de transformações ocorridas na localidade do Sana, 6º distrito do município de Macaé (RJ), suscitadas tanto pelo fato do lugar ter-se constituído em área de atração turística quanto à realização de iniciativas e criação de instituições para a proteção do meio ambiente. Em 30 de novembro de 2001, todo o distrito foi transformado em Área de Proteção Ambiental (APA) por meio de uma lei municipal.

A análise está centrada na percepção e vivência destas mudanças por parte dos “nativos”, categoria que designa pessoas atreladas pela origem, familiar, geográfica e/ou cultural, a atividades agrícolas e criação de animais e a todo um modo de vida a elas associado.

ABSTRACT

The discussions about new usages and meanings of the rural space have grown in the last decade, especially those connected to leisure activities, frequently associated to different modalities of tourism, in areas before used only for agriculture, as well as the realization of practices directed to the environment preservation.

This study is about transformations in the locality named Sana, the sixth district of Macaé city, in the state of Rio de Janeiro, in consequence of the facts that the place has become a touristy attraction and focus of activities and institutions devote to the environment protection. In November 2001, the entire district has become an “Environment Protection Area” through a municipal law.

The analysis focuses the perception and the living of these changes by the “natives” – category which names people related to agriculture and animal grow and a way of life associated to it, because of their familiar, geographic or cultural origins.