Banca Examinadora

Profª Maria Laura Cavalcanti, Presidente
Profª Mirian Goldenberg
Profª Márcia Contins


Resumo

Esta dissertação trata da análise das narrativas de conversão de mulheres do Rio de Janeiro, sem ascendência árabe, ao islã, tendo como foco as narrativas de gênero construídas por elas na passagem para uma religião cujas mulheres são estereotipadas como “submissas” e “oprimidas”. A partir de trabalho de campo realizado na Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro (SBMRJ), através de observação participante e, principalmente, através de entrevistas em profundidade, procuro compreender como essas muçulmanas constroem sua nova identidade religiosa combinando as experiências vividas dentro do islã com a negação dos estereótipos atribuídos a elas. Busco situar as narrativas no contexto em que foram obtidas por mim, ou seja, nas “cosmovisões” oferecidas pela SBMRJ, sem perder de vista o caráter global da ummah islâmica. Busco também localizar as muçulmanas pesquisadas dentro de alguns quadros mais amplos, como o movimento que caracteriza o cenário religioso contemporâneo, assim como algumas revisões teóricas de paradigmas feministas clássicos.

 

Palavras-Chave: Islã, Conversão, Gênero