Maria Cristina Leite Peixoto

Banca examinadora

Prof. Dr. Alexandre Cardoso – UFMG
Profa. Dra. Regina R. Novaes – UFRJ
Prof. Dr. José Maurício Domingues – IUPERJ
Prof. Dr. Emerson Giumbelli – UFRJ

Resumo

A santidade, fenômeno distintivo do catolicismo, assumiu diversas feições no decorrer da história. Sua persistência até nossos dias coloca questões a respeito da manutenção de uma tradição religiosa no mundo plural, secularizado e desencantado (entzaubert). A partir da análise de duas propostas de canonização em curso no Brasil, o trabalho buscou compreender o m” modelo de santidade” proposto hoje pela Igreja Católica, a maneira como é constituído oficialmente e os pressupostos que sustentam a crença institucional no valor da santidade e na sua eficácia como estratégia de afirmação dos preceitos católicos na sociedade contemporânea.

A análise dos dados mostrou que o modelo de santidade proposto oficialmente assenta-se na crescente valorização da prática cotidiana de virtudes, como algo acessível a todos os cristãos, bem como no distanciamento dos aspectos extraordinários que tradicionalmente marcaram a existência dos santos e que tão fortemente compuseram a mentalidade ocidental.