Simone Sayuri Takahashi Toji

Banca examinadora

Profa. Elsje Lagrou
Prof. Gilberto Velho

Resumo

A investigação baseia-se em trabalho de campo realizado entre os anos de 2004 e 2005 junto a passistas da escola de samba Estação Primeira de Mangueira, na cidade do Rio de Janeiro. Examinando o surgimento da posição do passista dentro das agremiações carnavalescas e sua conseqüentemente transformação em carreira dentro do mundo do samba, o samba no pé, isto é, o conjunto gestual realizado por esses atores, é tomado como condutor da discussão. A partir da perspectiva das teorias sobre os ritos e da noção de performance, consideramos que o carnaval, os desfiles das escolas de samba, assim como o sambar dos passistas, são eventos de caráter múltiplo e polissêmico, que, ao criar essa sobrecarga de sentidos, intentam por estabelecer um campo de relacionamento entre os participantes, mais que estabelecer a compreensão entre eles, durante os festejos carnavalescos.

Palavras-chaves: carnaval, escola de samba, samba no pé, passista, performance.

Abstracts

The present piece of research results from a fieldwork developed in 2004 and 2005 from a close approach of the passistas of the samba school Estação Primeira de Mangueira, located in the city of Rio de Janeiro. Investigating the arisal of passista as a social position in the carnival groups and its consequent transformation as a carreer in
samba domain, samba no pé, in other words, the gestual composition performed by them, is taken as guideline of the discussion. From the perspective of ritual theories and the notion of performance, we consider carnival, the samba school parades as well the way passistas do the samba as multiple and polissemic events which bring an overload of meanings. That profusion of meanings creates an interaction field between the participants during the carnival celebration rather than the purpose of understanding.

Key-words: carnival, samba school, samba no pé, passistas, performance.