Neste trabalho, procuro compreender algumas formas de criação e transmissão de conhecimentos observadas no cotidiano dos Matis, povo habitante da Terra Indígena Vale do Javari, Amazônia Ocidental, Brasil. Analisando suas teorias do conhecimento, através de mitos, ritos e das ações diárias, procuro compreender, neste contexto, como ocorre a incorporação de conhecimentos advindos da escola, lugar de importante expectativa para absorção de conhecimentos dos nawas, os “não-indígenas”. Introduzo a observação da prática e compreensão da escrita pelos Matis como um dos índices possíveis de serem utilizados para uma proposta de análise de como são compreendidos e incorporados conhecimentos externos dos nawas, pelos Matis.

 

Palavras chave: 1. Povos indígenas – Matis (Terra Indígena Vale do Javari, Amazônia Ocidental – BR) 2. Conhecimento – formal e informal (incorporação) 3. Escola 4. Escrita