Banca examinadora

Profa. Neiva Vieira da Cunha
Profa. Mirian Goldenberg
Prof. Marco Antônio Mello

Resumo

A presente dissertação estabelece uma delimitação etnográfica do fenômeno da pichação de muros, a partir de dados empíricos coletados em trabalho de campo realizado na região metropolitana do Rio de Janeiro. A arte de rua e o conjunto de modalidades que encerram o conceito “intervenção urbana”, cuja maior expressão é o graffiti, também são aqui descritos e problematizados. Em seguida é apresentada uma proposta teórica de entendimento da atividade dos pichados, erigida sobre um compilado de argumentos, em parte relativos ao estudo do comportamento desviante e em parte emulados da sociologia do crime e da violência.

Palavras-chave: Pichação de muros – etnografia urbana – comportamento juvenil desviante – paisagem urbana – redes de relações.