Gustavo Ruiz Chiesa

Pai Valdo, autodenominado sacerdote dirigente do Templo Espiritualista Cruzeiro da Luz, se considera “um médium a serviço da causa de Jesus e da Umbanda”. Iniciou sua vida religiosa na Igreja Católica, tendo sido ordenado padre com a idade de 23 anos. Foi vigário de São Felix/BA e da Paróquia dos Mares, em Salvador/BA. Na sua “busca espiritual” deixou o sacerdócio católico e caminhou pelas “estradas do espiritualismo” chegando ao Candomblé, nas palavras dele, “empolgado pelos artigos de Pierre Verger e Mãe Stella”. Em meados dos anos 70, muda-se para o Rio de Janeiro e, logo ao chegar, começa a ser “pressionado pelos fenômenos mediúnicos” que o levaram a buscar e conhecer o Espiritismo e o espiritualismo. Por fim, ajudado e, segundo ele, por decisão clara do Caboclo Ventania de Aruanda, seu guia e “orientador espiritual”, Pai Valdo fez sua opção definitiva pelo movimento religioso umbandista. Ele afirma que os pontos básicos que orientam sua vida religiosa são o Evangelho de Jesus, os ensinamentos de Allan Kardec e Ramatis e a doutrina de Umbanda, “seguindo os ensinamentos e a orientação do Caboclo Ventania de Aruanda”, naquilo que ele define como a Umbanda Espírita Cristã, isto é, uma forma de prática umbandista que tem “como ar que respira, Jesus e o Evangelho Cristão, como chão em que apoia sua doutrina, a codificação feita por Allan Kardec, e como elementos doutrinários, litúrgicos e iniciáticos, a influência afro, ameríndia e oriental”. O longo e intenso percurso realizado por Pai Valdo possibilitou a sua inserção afetiva e intelectual em diferentes sistemas religiosos que serão refletidos, ressignificados e incorporados constituindo elementos centrais da cosmologia, das práticas rituais e da própria organização do terreiro que criou e dirige há mais de 30 anos. O movimento realizado por ele no decorrer de sua experiência religiosa em direção à Umbanda é bastante significativo para compreendermos algo que parece ser definidor desta religião, a saber, seu caráter fluido e heterogêneo. E é esse seu movimento, ou melhor, alguns de seus fragmentos, que em alguma medida pretendemos analisar.

 

Banca examinadora:
Prof. Marco Antonio Gonçalves, Presidente
Profa. Maria Laura Cavalcanti
Profa. Yvonne Maggie
Profa. Vania Zilkán Cardoso