Banca examinadora

Prof. Iram Jacome Rodrigues
Profa. Bila Sorj

Resumo

Embora haja um quase consenso entre vários economistas e sociólogos no que tange à classificação da estrutura administrativo-operacional japonesa como horizontal e outras considerações que apontam na direção da coexistência entre companhias nipônicas ohnistas e fayolistas, destacando-se concomitantemente a construção paulatina de uma predominância multicultural em um cenário empresarial notoriamente monocultural, esta pesquisa se ancorará _ com base em estudos teóricos e em entrevistas realizadas em uma organização japonesa com escritórios nas cidades brasileiras do Rio de Janeiro e São Paulo _ no que parece indicar a existência de uma verticalidade gerencial tradicionalmente nipônica, com raízes históricas na estrutura política do xogunato Tokugawa e que ainda privilegia uma forte presença monocultural, primordialmente no ápice hierárquico.

Palavras-chave: Estratégias de gestão, modelo japonês, monoculturalismo.