Olívia Bandeira de Melo Carvalho

Resumo:
Esta tese é uma etnografia das práticas dos agentes que se articulam em torno da produção da música gospel no Brasil. A pesquisa partiu dos artistas, ponto de contato entre os diversos agentes e instituições – produtores, gravadoras, pastores, igrejas, fãs, mídias – que trabalham para que o mundo da música gospel aconteça. Esses agentes compartilham uma série de convenções que permitem com que diversos subgêneros musicais – o rock gospel, o rap gospel, o samba gospel, o funk gospel, o sertanejo gospel, o pentecostal, o louvor e adoração, entre outros -se definam a partir de um mesmo gênero musical. No entanto, esses subgêneros possuem também suas próprias convenções que tensionam os conceitos e as fronteiras entre o sagrado e o secular. No mundo do gospel, questões estéticas, religiosas, econômicas e políticas se articulam, mostrando conflitos existentes no mundo religioso evangélico brasileiro. A dimensão da vivência religiosa da música se complementa pelas modalidades de sua presença no espaço público. Se a música contribui para uma tentativa de estabilização de uma identidade evangélica em torno de uma suposta unidade entre os cristãos, ela também é um artefato através do qual essa própria unidade é questionada.
Palavras-chave:
música gospel; sagrado; secular; identidades evangélicas; espaço público
Abstract:
This thesis is an ethnography of the practices of the agents that are articulated around the production of gospel music in Brazil. The research focuses on the artists, a point of contact of the various agents and institutions -producers, record companies, pastors, churches, fans, media -that make the gospel music world happen. These agents share a series of conventions that allow various musical subgenres – rock gospel, rap gospel, samba gospel, funk gospel, sertanejo gospel, pentecostal, praise and worship, among others -to define themselves under the same musical genre. However, these subgenres also have their own conventions that stress the concepts and boundaries between the sacred and the secular. In the gospel music world, aesthetic, religious, economic and political questions are articulated, showing conflicts existing in the Brazilian evangelical religious world. The dimension of the religious experience of music is complemented by the dimension of its presence in the public space. If music contributes to an attempt to stabilize an evangelical identity around a supposed unity among Christians, it is also an artifact through which this very unity is questioned.
Keywords:
gospel music; sacred; secular; evangelical identities; public space
Orientador: MARIA MACEDO BARROSO