Banca examinadora

Profa. Neide Esterci
Profa. Regina Novaes
Profa. Guita Grin Debert
Profa. Irlys Barreira

Resumo

Esta pesquisa tem como objeto as redes de relações sociais em que estão envolvidos migrantes do bairro Cidade Aracy, sito na periferia urbana da cidade de São Carlos, interior de São Paulo. Diante de um contexto de migração intensa, mostrou-se peculiar a identificação paranaense, a qual foi analisada. Essa identificação inclui a possibilidade de múltiplas trajetórias, indica a existência de uma série de representações e imagens que contrapõem paranaenses e nordestinos. Porém, tais representações e imagens não constituem princípio de diferenciação social, não indicam unidade, e não esclarecem relacionamentos, pude concluir estar diante de duas redes que se definem e se diferenciam segundo a natureza de seus vínculos: rede de malha frouxa e rede de malha estreita. O que faz os migrantes pertencerem a uma , ou outra, varia segundo a posição ocupada na trajetória social definida ali em função de ter. Por meio disso puderam ser compreendidos as aproximações e afastamentos no espaço social, os relacionamentos sociais, assim como o próprio jogo de representações e imagens presentes ali.