Gabriela de Souza Honorato

Banca examinadora

Profa. Maria Ligia Barbosa, Presidente
Prof. Marco Aurélio Santana
Profa. Nadya Guimarães
Profa. Patrícia Rivero
Prof. Nelson do Valle Silva


Resumo

Neste trabalho procuro dar voz a protagonistas nem sempre privilegiados nos estudos sobre acesso a empregos e inserção profissional: os profissionais da área de recursos humanos, intermediadores da negociação da mercadoria “trabalho”. A postura adotada foi a de identificação, em suas representações, dos atributos do “bom trabalhador”, isto é, daquele trabalhador capaz de inserir-se, profissionalmente, com sucesso. Na pesquisa empreendida com profissionais da área por mim entrevistados e na análise de conteúdo de material por eles publicado, particularmente sobre a carreira de diplomados de ensino superior, ganha destaque, como principais qualidades demandadas: a “etiqueta”, isto é, sinais de “comportamentos civilizados” ou mesmo de um “processo civilizador”; a habilidade em forjar uma “fachada” apropriada ao mundo das empresas; e o cuidado com o “autodesenvolvimento”, capaz de atrelar o “projeto profissional” ao “projeto de vida”.