Banca examinadora

Profa. Gláucia Kruse Villas Bôas
Profa. Helena Maria Bousquet Bomeny

Resumo

Esta dissertação investiga a extensão, as conseqüências e as bases de reprodução da assimetria de informação no Sistema de Ensino Superior brasileiro, valendo-se de alguns contrapontos com a regulação do mercado do ensino superior norte-americano. Analisa a produção e veiculação de informação sobre o ensino superior brasileiro por parte de três atores ou segmentos-chave: o MEC; a comunidade e a mídia. A conclusão é que a assimetria de informação tem sido até agora um non-issue no Brasil; um assunto que não entra em questão nos foros dos três atores estudados e que prejudica desde as escolhas individuais de carreiras e instituições, até o próprio desenvolvimento das instituições e do sistema como um todo.

Palavras-chave:
Ensino Superior, Assimetria de informação, desigualdade.

Abstract 

This work elaborates the extension, the consequences and the basis of reproduction of the called “information asymmetry” phenomenal in the Brazilian Higher Education System (BHES). To do this, it proceeds a comparative study with the American Higher Education regulation system. The dissertation watches to the information about the BHES production and distribution by three different key actors: The Ministry of Education, the academic community and the mass media. The work shows that the information asymmetry has been a non-issue in Brazilian discussions: it doesn’t appears as a question to no one of three actors here observed. That is proved to be a problem, from individual career and institution choices to the development of the institutions and even the system itself.

Key-words: Higher Education, information asymmetry, inequality. Rio de Janeiro