Banca examinadora

Profa. Mirian Goldenberg (orientadora)
Profa. Maria Rosilene Alvim
Profa. Yvonne Maggie
Profa. Letícia Moreira Casotti
Prof. Everardo Rocha

Resumo

A presente tese de Doutorado apresenta os resultados do trabalho de campo realizado entre os anos de 2005 e 2007 junto a dois cursos para formação de modelos de moda: o Projeto Lente dos Sonhos, na Cidade de Deus e o Curso para Modelo e Manequim do Centro de Tecnologia em Moda do Senac, ambos no Rio de Janeiro. O objetivo é compreender as regras e valores sociais que estão direta e implicitamente ligados à profissão no Brasil, analisando a construção de uma identidade feminina entre adolescentes e as representações sociais presentes em um dado padrão de corpo propagado no campo da moda e na mídia. Além disso, esta pesquisa busca demonstrar que o corpo feminino é um capital que, cada vez mais, serve a estratégias de inclusão na sociedade, as quais podem levar, especialmente para camadas mais pobres, à ascensão social. Para tanto, é apresentado um Estudo de Caso em que é analisada a trajetória da modelo Gisele Guimarães, relacionando sua história de vida com o contexto social em que a mesma se dá, o que inclui sua origem social, a Cidade de Deus, e o campo da moda. São também analisadas matérias jornalísticas, publicadas em jornais, revistas, Internet e televisão, a partir das quais são desenvolvidas reflexões a respeito das representações sociais sobre o mundo da moda e da pobreza.

Palavras-chave: gênero, corpo, moda, distinção, trajetória.