Natalia Neme Carvalhosa

Resumo:

O objetivo do presente estudo é a análise das representações sociais de lavradores diante do processo de transformações sociais que foram submetidos com a chegada da mineração em Conceição do Mato Dentro, Minas Gerais, e que levaram a ruptura das relações sociais tradicionalmente existentes na área rural desse município. De um modo mais específico, busca-se contribuir para uma análise da mobilidade, da honra e da resistência cotidiana no contexto da expropriação vivida pelos lavradores diante da mineração. Reunindo as principais categorias presentes na composição de recordações do mito social da idade de ouro da vila comunitária dos conceicionenses, esta etnografia ocupa-se em investigar o conjunto de representações sociais dos lavradores, segundo suas experiências de organização social, de uma ética da subsistência e de suas interpretações, manejado diante do profundo sentimento de destituição o qual foram submetidos. Através dos deslocamentos dos lavradores, para produzir sua subsistência, entre as fazendas e as terras de herança familiar, nos chamados movimentos de roça, se constitui o universo de dons recíprocos, das obrigações e das noções de direito costumeiros que os lavradores mobilizam como expressão de sua dignidade, de seu orgulho, da honra da vida na roça. A vida na roça torna-se, desse modo, uma categoria que representa uma rede moral de obrigações – dar, receber e retribuir – que revela um saber fazer de suas técnicas de cultivo, da organização do tempo e dos espaços. Na estrutura social em que se encontram e diante da repressão que vivem sob a tomada de suas terras de herança, da perda das parcelas de terras que produziam nas fazendas e das barreiras encontradas sobre suas demandas por vias formais e da profunda sensação de destituição, a mobilização de tais categorias marcam uma forma de resistência cotidiana simbólica, mais especificamente de uma resistência da honra da vida na roça. Palavras-chave: Representações sociais, Expropriação, Grandes Projetos, Mobilidade, Resistência da Honra, Conceição do Mato Dentro.

Palavras-chave:

Representações sociais;expropriação;Grandes Projetos;Mobilidade;resistência da honra;Conceição do Mato Dentro

Abstract:

The aim of this study is to analyze the social representations of peasants before the process of social transformations that were submitted with the arrival of mining in Conceição do Mato Dentro, Minas Gerais, and that led to disruption of social relations traditionally existing in rural areas that city. More specifically speaking, the aim is to contribute to mobility analysis, honor and everyday resistance in the context of expropriation experienced by peasants before mining. Bringing together the main categories present in the memories of composition of the myth of the golden age of village community of peasants, this ethnography is concerned to investigate the set of social representations of peasants, according to their experiences of social organization, an ethic of living and their interpretations handled before the deep sense of dismissal which they were submitted. Through the displacement of peasants to produce their livelihood, between the farms and lands of family heritage, the so-called field movements, constitutes the universe of reciprocal gifts, obligations and customary law notions that peasants mobilize as an expression of his dignity, his pride, and honor the life on the farm. Life on the field becomes thus a category that is a moral network obligations – giving, receiving and giving back – revealing a know-how of its cultivation techniques, the organization of time and space. The social structure in which they are and in the face of repression living under taking their inheritance of land, loss of plots of land that produced on big farms and barriers found on their demands through formal channels and deep sense of dismissal, mobilization categories such as symbolic mark a daily resistance, more specifically a honor resistance of life in the fields. Keywords: Social Representations, Expropriation, Large Development Projects, Mobility, Honor Resistance, Conceição do Mato Dentro.

Keywords:

Social Representations;Expropriation;Large Development Projects;Mobility;Honor Resistance;Conceição do Mato Dentro

Orientador:

BEATRIZ MARIA ALASIA DE HEREDIA