Maria Amália Silva Alves de Oliveira

RESUMO

Este trabalho apresenta o resultado de uma pesquisa antropológica sobre Política.

Partindo da idéia de que a Política compreende valores, práticas e concepções que não se resumem ao funcionamento das instituições políticas, ao processo eleitoral, questões acerca da legitimidade e prognósticos, esta análise, busca destacar a relação político-população de eleitores e não eleitores, construída por um vereador eleito pela cidade do Rio de Janeiro.

Observando esta relação no contexto ao qual ela está inserida, a Zona Oeste da Cidade, a análise tem como foco os assessores deste vereador, cujas práticas, concepções e valores permeiam esta relação.

O presente estudo busca destacar o papel dos assessores como aproximadores de políticos à população, através da construção de vínculos e da reafirmação de identidades. Os valores e significados presentes na vida cotidiana desses atores, explicitam sociabilidades e revelam a Política por outro prisma. Assim, através do instrumental clássico da Antropologia, a pesquisa que resultou nesta análise insere-se no campo da Antropologia da Política e busca contribuir na discussão de questões sobre a Política no Brasil.

Palavras-chave: Antropologia, políticos, assessores