Claudia Regina Bonfim da Fonseca

O objetivo deste trabalho é perceber como se constrói a noção de pertencimento a partir das narrativas, levando em consideração o papel da memória e das emoções nessa construção identitária. Nosso foco de análise são as mulheres migrantes nordestinas que residem na cidade do Rio de Janeiro. Baseando-nos na quebra de um paradigma, já que as mulheres não migram mais apenas para acompanhar seus maridos, buscamos perceber como a migração feminina tem se configurado no Rio de Janeiro como a possibilidade de reconstrução de si, mostrando que elas migram sozinhas, deixando suas casas, inserindo-se em redes migratórias, criando formas de sociabilidade que remetem à recriação de valores que talvez indiquem uma ética em construção relacionada à mudança social.

 

Banca examinadora:
Prof. Marco Antonio Gonçalves, Presidente
Prof. Octavio Bonet
Profa. Miriam Goldenberg
Profa. Vânia Cardoso
Profa. Claudia Resende