Leonardo Augusto Lopes Rodrigues

Resumo:

O presente trabalho tem por objetivo discutir a relação entre as desigualdades sociais e o sistema de ensino superior brasileiro. Esse esforço está inserido no contexto de ampliação desse setor de ensino no Brasil, bem como nas discussões suscitadas pelas pesquisas especializadas no tema. Dessa forma, pretende-se avançar nessas discussões considerando as complexidades internas ao ensino superior, principalmente aquelas relacionadas às diferentes instituições e às diferentes áreas de formação. A análise partiu dos dados socioeconômicos dos alunos, disponibilizados pelo ENADE de 2011, a fim de entender como as origens sociais estão relacionadas com a formação em determinada área ou instituição do ensino superior brasileiro. O universo do trabalho consiste em alunos de cinco instituições localizadas na zona metropolitana do Rio de Janeiro (UFRJ, UFF, UERJ, PUC, UGF) concluintes em quatro especialidades da engenharia: Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica e Engenharia Elétrica. O trabalho, portanto, parte de duas questões: como se dá a relação entre as origens sociais e a formação no ensino superior; e como isso se articula com as diferenciações internas ao ensino superior. Os resultados indicam que as origens sociais dos alunos são relevantes na formação em determinadas especialidades e instituições. Além disso, propõe-se uma abordagem que considera uma terceira dimensão analítica, os cursos, em que tanto os efeitos das instituições quanto os efeitos das especialidades foram identificados nos aspectos socioeconômico dos alunos. Por fim, o trabalho discute, também, a relação entre o ensino superior e outras dimensões da vida social, como os grupos profissionais e o mercado de trabalho.

Palavras-chave:

Ensino Superior;Enade;Desigualdades Sociais;Engenharias

Abstract:

The aim of this work is to discuss the relationship between social inequalities and higher education system in Brazil. This effort is part of a succession of attempts to expand this education sector in Brazil, as well as the discussions raised by specialized researches on the subject. Thus, it is intended in these discussions to proceed considering the internal complexities of the higher education system, especially those related to different institutions and different field of study. The research was based on the socioeconomic data of students made available by ENADE in order to understand how social origins are related to the formation in a particular area or institution of higher education in Brazil. The study sample consists of students from five institutions located in the metropolitan area of Rio de Janeiro (UFRJ, UFF, UERJ, PUC, UGF) graduating in four specialties of engineering: Civil engineering, Production engineering, Mechanical engineering and Electrical engineering. Therefore, this work arises from two issues: how is the relation between social origins and the formation in higher education created; and how it is linked to the internal differences of higher education. The findings indicate that the social origins of the students are relevant to the formation in certain specialties and institutions. Furthermore, this paper suggests an approach where it is considered a third analytical dimension – the programs – in which the effects of institutions and the effects of specialties were identified in the socioeconomic aspects of the students. Finally, the work also discusses the relationship between higher education and other dimensions of social life, such as professional groups and labor market.

Keywords:

Higher Education;Enade;Social Inequalities;Engineerings

Orientador:

MARIA LIGIA DE OLIVEIRA BARBOSA