Maria Ângela dos Santos Mascelani

Banca examinadora

Maria Laura Viveiros de Castro Cavalcanti (orientadora)
Gilberto Cardoso Alves Velho
Martha Campos Abreu
Eljse Maria Lagrou
Jose Reginaldo Santos Gonçalves

Resumo

Esta tese reflete sobre a atividade de colecionamento de objetos de arte popular em nossa sociedade e como, através dela e dos recortes propostos pelas coleções criadas, configuram-se novas definições da arte e, portanto,da realidade. O estudo baseia-se nas trajetórias de vida dos colecionadores Jacques Van de Beuque, francês, criador do Museu Casa do Pontal, no Rio de Janeiro, e de Gianzia Giovanna Imazio, italiana, cuja coleção se mantém como empreendimento particular. Investigam-se os diferentes processos de colecionamento e como eles participam da consolidação de uma determinada noção sobre o que constitui a “arte popular brasileira”.

ABSTRACT

This thesis contemplates activity of collecting popular art objects in our society and discusses how the fact of collecting and the options taken by the collections bring about new conceptions of art and of social reality itself. The study follows the biographies of Jacques Van de Beuque, French, creator of the Museu Casa do Pontal, Rio de Janeiro, and Gianzia Giovanna Imazio, Italian, whose collection remains a domestic one. Different ways of collecting are analyzed in order to demonstrate how these activities express certain conceptions of a “Brazilian popular art”.