Resumo:

Esta tese é uma etnografia sobre a produção de pessoas e objetos no mundo das promessas de Juazeiro do Norte. Aproximando-se do ciclo cerimonial e festivo das romarias através de suas imagens, a etnografia encontra a ‘promessa’ como o modo de conceituação comum para atividades aparentemente antitéticas permitindo, portanto, a reflexão dos rituais de promessas para além de uma prática de desobriga, mas como práticas generativas da produção de socialidade e de agenciamentos cosmológicos. Percebeu-se, assim, em analogia ao sistema das dádivas, que a intensidade com a qual o mundo artefato visual de Juazeiro é construído surge como um efeito das promessas em sua qualidade de trocas mediadas e não mediadas, pois o que se espera do contato entre pessoas, objetos e imagens é a influência direta entre mentes e corpos. Nesse sentido, a tese retoma a história do Padre Cícero, argumentando com dados etnográficos sua forma particular de instanciação na cosmologia católica. O poder das imagens é argumentado desde os primeiros usos da fotografia pelo próprio Padre Cícero que, de então, eclipsa este mundo fixando-se em ‘iconografia continente’. Desse modo, a observação participante foi direcionada para os espaços onde a presença do Padre se faz em relação aos objetos de promessa. Descobre-se, então, que o “presente” da promessa é a presença, a dádiva que a imagem permite; a eficácia que sua existência garante. Por fim, discutindo o estatuto destes objetos, classicamente apreendidos como ex-votos, a tese propõe outras aproximações conceituais capazes de dar relevo à criação, à individuação e a pessoalidade.

Palavras-chave:

Etnografia. Imagem. Ritual. Noção de Pessoa. Cultura Material. Romaria. Juazeiro do Norte-CE. Nordeste.

Abstract:

This thesis is ethnography on the production of persons and objects in the world of Juazeiro promises. Approaching the ceremonial and festive pilgrimages through your images, the ethnography is the ‘promise’ (promessa) as the common concept in order to seemingly antithetical activities and therefore allows the reflection of the promises of rituals as well as a practice of discharges, but as generative production practices of sociality and agency cosmological. It was noticed, as well, in analogy to the system of gifts, the intensity with which the Juazeiro visual artifact world is built emerges as an effect of the promises in his capacity as unmediated exchanges, for what is expected of contact between persons, objects and images is the direct influence between minds and bodies. In this sense, the thesis takes up the story of the Padre Cícero, arguing with ethnographic data their particular form of instantiation in the catholic cosmology. The power of images is argued from the first uses of photography by the very Padre Cícero, then, eclipses this world settling in ‘iconography continent’. Thus, participant observation was directed to the areas where the presence of the Padre is made in relation to the promises, objects and images. It turns out, then, that the “gift” of the promise is the presence, the gift that allows the image; the effectiveness that guarantees its existence. Finally, discussing the status of these objects, classically perceived as ex-votos, the thesis proposes other conceptual approaches capable of raising the profile creativity, individuation and personhood.

Keywords:

Image. Ritual. Concept of Person. Material Culture. Pilgrimage. Juazeiro do Norte-CE. Brazilian Northeast

Orientador:

MARCO ANTONIO TEIXEIRA GONCALVES