Banca examinadora

Profa. Elsje Lagrou, Presidente
Prof. Marco Antonio Gonçalves
Prof. Carlos Fausto

Resumo

O objetivo desta dissertação é analisar o conjunto de artefatos denominados yamaka – aerofones do tipo flauta considerado sagrados pelo povo indígena Paresi. Proibidas à visão das mulheres, as flautas yamaka se associam aos espíritos dos mortos e devem receber cuidados especiais. Sua complexa genealogia mítica e importância ritual são exploradas neste estudo, buscando tecer uma compreensão sobre os modos de relação que os Paresi estabelecem entre si e com a alteridade. Permeado pela existência das yamaka, o pensamento sócio-cosmológico Paresi revela noções nativas sobre gênero, doença, cura, morte e fertilidade, que são amplamente exploradas à luz da mitologia. Refletindo sobre a sua produção artefatual e musical e admitindo diferentes percepções acerca da materialidade e musicalidade, busco entender de que modos tais aerofones rituais podem condensar princípios que reverberam no pensamento e na ação, fundamentais para a reprodução da sociedade Paresi.