Nina Pinheiro Bitar

Resumo:

A tese aborda os imaginários de cidade produzidos pelos agentes do Cadeg (Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara), um mercado privado, localizado na cidade do Rio de Janeiro. Esse mercado passa por um processo de “enobrecimento”, que consiste em mudanças nos tipos de comércio e no público frequentador. Analiso como esse processo é interpretado e também construído pelos agentes do mercado. Através das “memórias” dos “fundadores” do Cadeg, pude apreender a construção das suas narrativas de origem com base no antigo Mercado Municipal da Praça XV de Novembro, demolido em 1962. No Cadeg, esse antigo mercado “permanece” não somente nos discursos dos seus fundadores, mas também nas atividades cotidianas e nas políticas públicas, visto que em 2012 o Cadeg recebeu da Prefeitura o título de “novo” Mercado Municipal do Rio de Janeiro. O ponto central da tese é o fato de o mercado operar um espaço de mediação por excelência. O Cadeg opera mediações no espaço, no tempo e nos modos de imaginar a cidade. Com o acompanhamento do cotidiano do mercado, o Cadeg revelou-se um mediador de relações sociais e simbólicas, um mediador das categorias temporais e espaciais, entre os espaços e os tempos não domesticados e aqueles “disciplinados”. Explorando o diálogo entre concepções alternativas de cidade, ora expressas por especialistas, ora por fundadores, comerciantes, produtores e frequentadores desses mercados, meu propósito é analisar as concepções de cidade expressas em narrativas que, simultaneamente, produzem e são consequência de processos sociais e culturais de apropriação do espaço público.

Palavras-chave:

Patrimônio, mercados, projetos urbanísticos, Rio de Janeiro

Abstract:

The thesis addresses the imaginary of the city produced by agents involved in Cadeg (de Abastecimento do Estado da Guanabara), a private marketplace, located in the city of Rio de Janeiro. This marketplace is going through a process of “gentrification” that consist in changes in the public that attends to the marketplace and the types of retail and wholesale stores that are located there. I analyze how this process is constructed and interpreted by the marketplace’s agents. Through Cadeg’s “founders” memories, I could grasp the construction of an origin narrative based on the former Municipal Marketplace that was demolished in 1962. This old marketplace “remains” in Cadeg not only in the founder’s speeches, but also in daily activities and public policies. For example, in 2012, Cadeg was appointed by the City Hall as the “new” Municipal Marketplace of Rio de Janeiro. The central argument of this thesis is the fact that the marketplace operates as a mediation space par excellence. Cadeg operates mediations in space, time and the ways people imagine the city. Through the observation of daily marketplace, I realized that Cadeg is a mediator of social and symbolic relations, temporal and spatial categories. Cadeg stays between spaces and times not domesticated and those “disciplined”. By exploring the dialogue between alternative conceptions of the city expressed by experts, founders, marketers, producers and public of these marketplaces, my purpose is to analyze the conceptions of the city expressed in narratives that simultaneously produce and are the result of social and cultural appropriation processes of public space.

Keywords:

heritage, marketplace, urban planning, Rio de Janeiro.

Orientador:

JOSE REGINALDO SANTOS GONCALVES