O curso pretende discutir a temática da constituição de redes sócio-políticas e de mecanismos de governança econômica a partir de textos que abordam os conceitos de: regional, local e global; redes sócio-políticas locais e novas institucionalidades econômicas; capital social e “trust”; e estruturas sociais da economia.

1ª Sessão 
Apresentação do curso

2ª Sessão 
Polanyi, Karl. (1980) A grande transformação – as origens da nossa época. RJ, Campus.
Parte II – Autoproteção da sociedade, pp. 159-257.

Granovetter, Mark e Swedberg, R. (1992) “Introduction”. In The Sociology of Economic Life – Granovetter, Mark e Swedberg, R.(eds). USA, Westview Press. Pp.1-26.

3ª Sessão 
Granovetter, Mark (1992) “Economic Action and Social Structure”.In The Sociology of Economic Life – Granovetter, Mark e Swedberg, R.(eds). USA, Westview Press. Pp. 53-81.

Wanderley, F. (2003) “Avanços e desafios da Nova Sociologia Econômica: notas sobre os estudos sociológicos do mercado – uma introdução”. In Sociedade e Estado, Vol.XVII, No 1, jan-junho de 2002. Brasília, Depto de Sociologia da UnB. Pp 15-38.

4ª Sessão
Fligstein, Neil (2001) “Mercado como política: uma abordagem político-cultural das instituições de mercado”. In Contemporaneidade e Educação, Ano VI, No 9, 1º Semestre de 2001. Rio de Janeiro, IEC. Pp 26-55.

Bourdieu, Pierre (2000) “Introduction”. In Les structures sociales de l’économie. Paris, Seuil. Pp. 9-26.

Bourdieu, Pierre (2000) “Annexe 2 – Principes d’une anthropologie économique”. In Les structures sociales de l’économie. Paris, Seuil. Pp. 233-266.

5ª Sessão 
Garcia, M.F (2003) “A construção social de um mercado perfeito: o caso de Fontaines-em sologne”. In Estudos Sociedade e Agricultura, No 20, abril de 2003. Rio de Janeiro.

6ª Sessão 
Portes, Alejandro (1998) “Social Capital: Its Origins and Applications in Modern Sociology”. Annual Review of Sociology. Vol 24, No 1. Pp 1-25.

Woolcock, M & Narayan, D. (2003). “Capital social: Implicaciones para la teoría, la investigación y las políticas sobre desarrollo”. Banco Mundial, EUA. Pp. 1-24.

7ª Sessão 

Abu-El-Haj, J. (1999) “O debate em torno do capital social: uma revisão crítica”. BIB, No 47. RJ, Relume Dumará. Pp. 65-80.

Baron, S; Field,J.; Schüller, T. (2000) “Social Capital: a review and critique”. In Social Capital – Critical Perspectives (Baron, S; Field,J.; Schüller, T. – Eds). Oxford, Oxford University Press. Pp. 1-38.

8ª Sessão 
Lima, Jacob Carlos (2001) “Teoria do capital social na análise de políticas públicas”. Política & Trabalho 17 – Setembro / 2001. Pp. 46-63.
Putnam, Robert (2000) “Capital social e desempenho institucional” (Cap.6). In Comunidade e Democracia – a experiência da Itália Moderna. Rio de Janeiro, FGV Editora. Pp.173-194.

9ª Sessão 
Locke, Richard (2002) “Trust”. Mimeo.

Locke, Richard (1995) Remaking the Italian Economy. USA, Cornell. Cap1- Introduction: making sense of Italy, pp.1-34 e Cap 6 – Conclusion: beyond Italian exceptionalism, pp. 174-188.

10ª Sessão
Markusen, Ann (1996) “Sticky places in slippery spaces: a typology of industrial districts”. In Economic Geography, v.72, No 3. USA, Clark University. Pp. 293-313.

Sabel, C. & Piore, M (1994) The Second Idustrial Divide. USA, Basic Books. Capítulos 1,2 e 10. Pps 3-48 e 251-280.

11ª Sessão 
Cocco, G.; Galvão, A.P.; Silva, M.C.P. (1999) “Desenvolvimento local e espaço público na Terceira Itália”. In Empresários e empregos nos novos territórios produtivos: o caso da terceira Itália – Cocco, G.; Urani, A.; Galvão, A. (orgs). Rio de Janeiro, DP&A. Pp. 13-31.

Sengenberger, W. & Pike, F. (1999) “Distritos industriais e recuperação economica local : questões de pesquisa e de política”. In Empresários e empregos nos novos territórios produtivos: o caso da terceira Itália – Cocco, G.; Urani, A.; Galvão, A. – orgs. Rio de Janeiro, DP&A. Pp. 101-146.

12ª Sessão 
Storper, M. (1999) “Territorialização em uma economia global”. In Integração, Região e Regionalismo – Lavinas, L; Carleial, L.; Nabuco, R. – orgs). SP, Bertrand Brasil. Pp. 13-26.

Storper, M. (1999) “Las Economias Regionales como Activos Relacionales”. In Cadernos do IPPUR, Ano XII, No 2. Rio de Janeiro, UFRJ. Pp. 29-68.

13ª Sessão
Guimarães, N. e Martin, S. (2001). “Descentralização, equidade e desenvolvimento: atores e instituições locais. In Guimarães, N. e Martin, S (orgs). Competitividade e Desenvolvimento – atores e instituições locais.Competitividade e Desenvolvimento – atores e instituições locais. São Paulo, Editora Senac. Pp. 11-29.

Martin, S. (2001). “Globalização e imbricamento da flexibilidade do trabalho: prespectivas contemporaneas da indústria automobilística nas Américas. In Guimarães, N. e Martin, S. (orgs). Competitividade e Desenvolvimento – atores e instituições locais. São Paulo, Editora Senac. Pp.379-403.

14ª Sessão 
Daniel, C. (2001). “Uma experiência de desenvolvimento econômico local: a Câmara Regional do ABC”. In Guimarães, N. e Martin, S. (orgs). Competitividade e Desenvolvimento – atores e instituições locais. São Paulo, Editora Senac. Pp. 449-467.

Leite, Márcia de Paula (1999) “Desenvolvimento econômico local e descentralização na América Latina: A experiência da Câmara Regional do Grande ABC no Brasil”. DECISAE /UNICAMP Projeto Cepal/GTZ. São Paulo.

Ramalho, J.R (2005) “Novas Conjunturas Industriais e Participação Local em Estratégias de Desenvolvimento”. In DADOS, Vol 48, No 3. Rio de Janeiro.

15ª Sessão
Avaliação do curso e trabalhos finais